<$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, abril 08, 2004

Mentira

Nos últimos tempos, muito se tem falado em mentiras. Mais concretamente, nas supostas mentiras de Bush e dos seus apoiantes. Pode, até, haver alguma mentira. Eu não as encontrei. Mas podem existir.
Contudo, é estranho ouvir mentirosos falarem em mentira (como já argumentaram João Marques de Almeida e Vasco Rato, bloquistas, comunistas e seus amigos, continuam com o terrível hábito de mentir).

Por vezes, lembro-me de um dirigente académico arrogante (do Bloco?) que gozou comigo e com um amigo meu, que teve a coragem de lhe dizer que não concordava com a argumentação utilizada pela esquerda festiva, a propósito da guerra do Iraque (ou terá sido a propósito do pagamento de propinas?). Lembro-me, também, da convicção que as suas palavras deixavam transparecer. O rapaz falava como se o mundo estivesse errado e ele fosse o único ser suficientemente lúcido para chegar à verdade.
Na minha opinião, e citando o inevitável João Marques de Almeida, “Estas pessoas não se limitam a mentir. Elas vivem na mentira e já nem sequer sabem o que é a verdade”. Não há volta a dar-lhe. Digo mais, quem acredita em ideologias assassinas, não tem legitimidade para chamar George Bush de ditador (saberá o bloquista anónimo o significado do lexema ditador? Respeitará ele os Direitos Humanos? Se respeita, desconhece que personagens como Estaline, Lenine, Trotski e Fidel Castro existiram)!
De qualquer forma, gostaria de dar uma mera sugestão (numa tentativa frustrada de ter piada): já que estamos em ano de manifestações estudantis, poderia organizar-se uma manifestação para que se façam os funerais de algumas almas enterradas na Sibéria há umas dezenas de anos.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?