<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, abril 28, 2004

Insónia da intolerância?

A tarde de ontem levou-me a chegar a uma conclusão tardia: as classes economicamente mais desfavorecidas e os mais jovens, relacionam a Direita com o roubo, com a intolerância, com o tradicionalismo e com outras coisas mais. Posso ter tirado a conclusão errada, mas as pessoas falaram por si. Veja-se o meu caso (e o destes meus amigos). Somos das pessoas mais sensatas que conheço; tratamos a democracia por "tu". No entanto, em debates, ou em discussões que chegam a tocar a barbaridade, lá vêm os canalhas apelidar-nos de fascistas. Não me importo. Não sou fascista. Não sou apoiante de tradicionalistas. Apenas apoiei a Guerra do Iraque. No entanto, esse apelidar de "fascista" não é apenas um fruto da ignorância. Não, é um jogo ardiloso muito usado por quem nunca teve argumentos razoáveis para defender as suas posições. Contudo, esses comentários são perigosos visto que, podem influenciar deveras as pessoas que os possam ouvir (ou ler). Essas pessoas mais influenciáveis são os velhotes que passam a tarde a jogar à sueca, o jovem recém entrado na faculdade que vê os colegas fumar haxixem, a doméstica, ou seja, todos aqueles que têm o ouvido mal preparado. É desta gente que eu ouço dizer que o Durão é assassino, que ele é que devia passar fome, entre outros comentários do género.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?