<$BlogRSDUrl$>

sábado, março 13, 2004

Os mesmos de sempre...

Há coisas que nunca mudam. As reacções de vários esquerdistas ao ataque terrorista em Madrid englobam-se nessas coisas imutáveis. É certo que todos repudiaram os ataques terroristas. Contudo, quando se desculpa os actos terroristas, ou quando se usam argumentos absurdos, o repúdio deixa de ter razões para existir.
Foi o que aconteceu com duas das figuras mais importantes do panorama político nacional, Ana Gomes e Francisco Louçã.
Por um lado, Ana Gomes, com o seu histerismo habitual, consegue culpar os governantes que apoiaram Bush na questão iraquiana de irresponsabilidade. Quanto a mim, Ana Gomes não sabe que o 11 de Setembro não foi resultado da política externa americana ( se o foi, podemos culpar pessoas como Clinton).Foi, acima de tudo, resultado de um ódio fundamentalista para com o Ocidente e, mais especificamente, para com o seu expoente máximo, os Estados Unidos.
Por outro lado, Francismo Louçã, relaciona o fascismo com os ataques terroristas. Ora, aqui tenho de citar o "camisa negra"(e peço-lhe desculpa por falar tanto nele nos últimos dias):"Eu já estava desconfiado. E ainda acrescento mais: também desconfio que no terramoto de Marrocos, na desertificação galopante, no desastre do Prestige, e na desflorestação da Amazónia, anda a mão escusa do fascismo. Assim é que está certo. Pode dormir em paz a consciência universal".

This page is powered by Blogger. Isn't yours?